Fetiesc

NEGOCIAÇÕES: Segunda rodada de negociações para o reajuste do Piso Salarial Estadual acaba sem acordo entre as partes

Em nível nacional o salário mínimo foi estabelecido pelo Governo em R$ 1.412, uma alta de 6,97% em comparação ao ano anterior

Clique aqui para seguir o canal do ‘Fetiesc Informa’ no WhatsApp

Pelo 14 ano consecutivo, lideranças sindicais de trabalhadores de todo o Estado estiveram reunidos nesta quinta-feira (25/01), em Florianópolis, para a segunda rodada de negociações para o reajuste do Piso Salarial Estadual 2024, com os representantes das federações empresariais. O reajuste é pago às categorias profissionais da iniciativa privada que não possuem definição salarial em lei federal, convenção ou acordo coletivo. 

A Federação dos Trabalhadores nas Indústrias de Santa Catarina (FETIESC) esteve representada pelo seu Secretário Geral, Ednaldo Pedro Antonio, que contribui para as análises e debates na tentativa de um comum acordo para os novos índices dos novos salários para vigência em todo o território estadual. Conforme Ednaldo, este processo de negociação adotado em Santa Catarina tem sido exemplar no Brasil e invejado por outras federações.

“A valorização do salário mínimo não é essencial apenas para quem recebe. Com mais dinheiro em circulação, as vendas do comércio aumentam, a indústria produz mais, a roda da economia volta a girar e novos empregos são criados”, avalia o Secretário da FETIESC.

A comissão dos trabalhadores tem como referência o aumento do Salário Mínimo Nacional pelo governo federal nos últimos 12 meses, e que ficou em 8,45%. O superintendente do Ministério do Trabalho, Emprego e Renda, em SC, Paulo Eccel, acompanhou a rodada de negociação. Um percentual bem abaixo do que o defendido pelas entidades sindicais. Por isso, a reunião foi finalizada sem que houvesse um acordo. Uma nova rodada de negociação irá ocorrer no dia 15 de fevereiro, às 13h30min, na Fiesc.

O Coordenador da comissão de trabalhadores na mesa de negociação, Ivo Castanheira espera que na próxima rodada, as federações patronais partam dos 8,45% de aumento do Mínimo, “admitam que esse é o número para fechar o acordo”, e ofereçam uma proposta mais adequada. SALÁRIO MÍNIMO – Neste ano o valor do salário mínimo nacional foi estabelecido pelo Governo Federal em R$ 1.412, uma alta de 6,97% em comparação ao ano anterior. O novo valor inclui a inflação em 12 meses (até novembro) de 3,85% e mais três pontos percentuais (ganho real) relativos à expansão do PIB em 2022.

Imprensa Fetiesc

Imprensa Fetiesc

Adicionar comentário